Paraíso se mudou para lá…

Laura

By Kika Domingues – 2018

 Presta atenção a essa letra que nos leva as várias “leituras” :))

VILAREJO

Marisa Monte/Pedro Baby/Carlinhos Brown/Arnaldo Antunes

 

 

Há um vilarejo ali

Onde areja um vento bom

Da varanda quem descansa

Vê o horizonte deitar no chão

Pra acalmar o coração

Lá o mundo tem razão

Terra de heróis, lares de mãe

Paraíso se mudou para lá

Por cima das casas cal

Frutas em qualquer quintal

Peitos fartos, filhos fortes

Sonhos semeando o mundo real

Toda a gente cabe lá

Palestina Shangri-lá

Vem andar e voa

Vem andar e voa

Vem andar e voa

Lá o tempo espera

Lá é primavera

Portas e janelas ficam sempre abertas

Pra sorte entrar

Em todas as mesas pão

Flores enfeitando

Os caminhos, os vestidos, os destinos

E esta canção

Tem um verdadeiro amor

Para quando você for

Vem andar e voa

Vem andar e voa

Vem andar e voa

Vem andar e voa

 

 

Ouça interpretações especialíssimas

 

 

 

 

VIAGEM… Gerson Wiech

_DSC0949b

 

Naquela noite tirei minha fantasia de gente,

Pendurei-a no tempo e voltei a ser árvore.

Movimentei meus galhos como se fossem asas.

Quando minhas raízes se libertaram do chão

Deixei-as lentamente se enterrarem no vento.

Hoje não floresço em lugar algum,

Mas minha sombra vaga por toda Terra.

O Baú do Fantasma

desaprendizado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Estou em desαprendizαdo, procurαndo αnαlfαbetizαr os sentidos, me desprover de definições e conceitos, αbstrαir e desconcluir, desplαnificαr, deliqüescer, evαporαr, eterizαr, αspergir, pulverizαr, ter αsα, vôo, pólen, vento, pαpel de sedα, poeirα, deixαr de ter pegαdαs, mαrcαs, impressão e αssim, quαse por descuido, sαir voαndo por αí.”

Patrícia Antoniete

Amor, Amor… Sueli Costa por Joyce Moreno

Amor Amor
Sueli Costa e Cacaso

Quando o mar
Quando o mar tem mais segredo
Não é quando ele se agita
Nem é quando é tempestade
Nem é quando é ventania
Quando o mar tem mais segredo
É quando é calmaria

Quando o amor
Quando o amor tem mais perigo
Não é quando ele se arrisca
Nem é quando ele se ausenta
Nem quando eu me desespero
Quando o amor tem mais perigo
É quando ele é sincero

O esquecimento é a arma mais letal do amor…

 

_DSC0401

By Kika Domingues

” (…) O esquecimento é a arma mais letal do amor, quem nos esquece é como se esquecesse de tudo o que fomos. Ou pior: que existimos. Quem ama e consegue esquecer é uma espécie de assassino: mata a realidade, apaga-a, revoga-a, transforma-a num pesadelo absurdo no qual somos obrigados a aprender outra vez a viver (…)” (Margarida Rebelo Pinto – Alma de pássaro)