desaprendizado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Estou em desαprendizαdo, procurαndo αnαlfαbetizαr os sentidos, me desprover de definições e conceitos, αbstrαir e desconcluir, desplαnificαr, deliqüescer, evαporαr, eterizαr, αspergir, pulverizαr, ter αsα, vôo, pólen, vento, pαpel de sedα, poeirα, deixαr de ter pegαdαs, mαrcαs, impressão e αssim, quαse por descuido, sαir voαndo por αí.”

Patrícia Antoniete

Amor, Amor… Sueli Costa por Joyce Moreno

Amor Amor
Sueli Costa e Cacaso

Quando o mar
Quando o mar tem mais segredo
Não é quando ele se agita
Nem é quando é tempestade
Nem é quando é ventania
Quando o mar tem mais segredo
É quando é calmaria

Quando o amor
Quando o amor tem mais perigo
Não é quando ele se arrisca
Nem é quando ele se ausenta
Nem quando eu me desespero
Quando o amor tem mais perigo
É quando ele é sincero

O esquecimento é a arma mais letal do amor…

 

_DSC0401

By Kika Domingues

” (…) O esquecimento é a arma mais letal do amor, quem nos esquece é como se esquecesse de tudo o que fomos. Ou pior: que existimos. Quem ama e consegue esquecer é uma espécie de assassino: mata a realidade, apaga-a, revoga-a, transforma-a num pesadelo absurdo no qual somos obrigados a aprender outra vez a viver (…)” (Margarida Rebelo Pinto – Alma de pássaro)