LAVARAM A ALMA…

Vídeo

Baile de Máscaras
Guilherme Arantes

Num baile de máscaras qualquer
Colombina e Pierrô
Cansados de procurarem
Cada qual seu par
Se convidaram pra dançar
Pra não assistir a noite passar
Dois velhos amigos a se consolarem
Da solidão, mais uma vez
Rogando aos músicos que toquem
Aquelas canções todas
De recordações vivas
Belos e jovens
De olhos fechados pelo salão
E quando a orquestra deu o final
Não se apartaram
Como seria o costumeiro e trivial
Foram abraçados até os portões
E saíram pra ver
O romper dos clarões do dia
Seguiram caminhando
Na calma dos amantes
Como se o tempo houvesse parado
Daquela noite em diante
E se visitaram
E se reencontraram
Dias depois já não eram mais assim tão sós
E se consumiram
E se violentaram
No fogo e paixão
Da fúria e do medo
Dos peitos sofregos de afeto
E os dias foram longos
E os beijos foram tantos
Lavaram as almas
De tristes memórias
Na água dos prantos.

Pássaro Solto…

By Kika Domingues

By Kika Domingues

O que sei de amor não saberia
sem o trecho de poesia
sem um verso de canção
Quando o amor me pega e me domina,
o poeta me ilumina na neblina da paixão

Aprendi que o amor não se acorrenta,
quando é solto o amor aumenta,
que é pra caber na imensidão
Tem que ser amor pra que dê certo,
como pássaro liberto,
só pousado em sua mão
Que o amor ninguém isola,
não é ave de gaiola,
só nas cordas da viola
que se prende um coração

(Pássaro Solto -Vicente Barreto e Paulo César Pinheiro)

A história dessa música:

http://www.youtube.com/watch?v=NxFpfIy1sYs

 

 

NOSSO OLHAR DE OURO E SOL…

Ouro e Sol

Lui Coimbra

Quando o sol chegar
E acender o céu
Claro céu sem fim
Flores sem razão
Vão despetalar
Você vai lembrar de mim
Vai lembrar de mim
Quando azul sem fim
O mar e o vento oeste
Murmurarem sim
Vai lembrar de mim
Nosso sonho de ouro e sol
Era carnaval
E no meu quintal
Soprava o vento oeste
Na janela, luz
Dias tão azuis
Nós andamos sobre o sol
Sem olhar pra trás
Parecendo iguais
Ao sol da tarde oeste
A rolar no chão
Nosso coração
Se tingiu de ouro e sol
Nem juras de felicidade
Nem ilusões de paraíso
Um sorriso e pra sempre levar
Nosso olhar de ouro e sol
Os anos se vão
Dias passarão
Tardes assim
O sol se distrai
Vem a noite e cai
Você vai lembrar de mim
Vai lembrar de mim
Quando em seu jardim
Soprar o vento oeste
Um velho jasmim
Claro céu sem fim
Nós andamos sobre o sol

Ouça também:

A SI MESMO…

Cores -  By Kika Domingues

Cores – By Kika Domingues

QUANDO O AMOR SE ACHEGA
Por: Yeda Prates Bernis


Quando o amor se achega
e, no outro, não encontra
espaço aberto,
ele, humilde, se aconchega
a si mesmo. E descoberto
se agasalha com pesado manto
do temor, dúvida e espanto.

E a tempo pede
que o acalente,
à desventura
que o sustente
não mais que o prazo certo,
e a um vento
inexistente que o leve
em momento brando e breve.

“EU ME CRIEI NO MAR E FOI LÁ QUE APRENDI A NADAR…”

Vídeo

Uma das obras-primas do meu amigo Djavan…

Água

Tudo que se passa aqui
Não passa de um naufrágio
Eu me criei no mar e
Foi lá que eu aprendi
A nadar
Pra nada
Eu aprendi pra nada

A maré subiu demasiada
E tudo aqui está que é água
Que é água

Água pra encher
Água pra manchar
Água pra vazar a vida
Água pra reter
Água pra arrasar
Água na minha comida
Água
Aguaceiro
Aguadouro
Água que limpa o couro
Ou até mata

———————

Não deixe de ouvir também… 🙂