Aprendendo o desapego… Dia após dia…

| de quando o vento foi embora sem dizer ‘tchau’ |Luiza Porto ©2011 All rights reserved.

| de quando o vento foi embora sem dizer ‘tchau’ |
Luiza Porto ©2011 All rights reserved.

Dizer ‘tchau’ é sempre dolorido.

Sempre tem algo a mais que se  quer dizer.

Algo a mais que poderia fazer.

Mas o tchau faz parte da nossa vida, sempre.

O que a gente precisa mesmo é aprender com ele…

Quem sabe um futuro… “Seja bem-vindo de volta”…

Tchau, adeus, até logo, vejo você em breve.

Palavras que deixam saudade, vontade e esperança…

( 360mais5.blog.com )

SOBRE O VIVER… ( Priscila Rôde)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A minha estrada é lugar propício para desencontros.

Se estou levando tempo demais nesse desamparo,

é porque ainda pretendo caminhar como antes.

Só, a qualquer momento, em qualquer lugar. Não sei.

Dedico todo o meu tempo, cultivo um esquecimento,

me afasto e deixo doer.

Às vezes dói tanto que um sorriso cai, aos prantos.

Há alegrias que nascem chorando, eu vi.

Me deixe chover, dentro desse afago, dentro desse espanto novo.

Já não procuro entender tanto.

E sobre o viver, só sei que ando esquecendo muito.

(Priscila Rôde)