As Dores do Mundo – Arthur Schopenhauer

tumblr_l7d06gV9aX1qdq0soo1_400_large
tumblr_l7d06gV9aX1qdq0soo1_400_large

Se a nossa existência não tem por fim imediato a dor,

pode dizer-se que não tem razão alguma de ser no mundo.

Porque é absurdo admitir que a dor sem fim,

que nasce da miséria inerente à vida e enche o mundo,

seja apenas um puro acidente, e não o próprio fim.

Cada desgraça particular parece, é certo, uma exceção,

mas a desgraça geral é a regra.

As Dores do Mundo – Arthur Schopenhauer

(“As Dores do Mundo” traz aforismos de Schopenhauer o Amor, A Morte, A Arte, A Moral, A Religião, A Política, O Homem e a Sociedade)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s