Nada que eu diga nessa canção, mostra ou explica meu coração…

Miragem

Dani  Black

§

Amar sem ver se  vai doer,
Nada que eu diga nessa canção,
Mostra ou explica meu coração.
Sem mais saber como dizer,
Frases perdidas me leva o chão,
Você me leva sem direção.

Vou pro seu mundo e vivo essa viagem,
Por um  segundo eu fico é só de passagem,
Miragem…
Vai conhecer o prazer o  melhor,
Sabor de amar,
É descobrir, poder ver o que existe,
Além  mar,
E nessa viagem eu sinto, meu mundo mais colorido,
E agora eu já não  sei mais onde vai parar,
Eu digo…

Se um dia eu não souber amar,
Não puder cantar,
Pelo seu melhor,
Nesse dia eu não serei mais eu,
Só  serei um ser, triste ao meu redor.

° °

Para ouvir essa música CLIQUE:

http://www.youtube.com/watch?v=UbbdAnJsOCw&feature=related

°° * °°

FLORES PARA AMY…

FLORES PARA AMY

FLORES PARA AMY - arquivo Google arte digital Kika Domingues

*  ° ° °  *

-°-

*  ° ° °  *

 

(There Is) No Greater Love

(Não Há) Amor Maior

Não há amor maior
Do que o que eu sinto por você
Nenhuma canção mais doce,
nenhum coração tão verdadeiro
Não há emoção maior
Do que a que você traz pra mim
Nenhuma canção mais doce
Do que a que você canta, canta pra mim
Você é a coisa mais doce
Que eu conheço
E pensar que você é totalmente meu
Não há amor maior
Em todo o mundo, é verdade
Nenhum amor maior
Do que o que eu sinto por você

(letra traduzida)

Composição: Isham Jones / Marty Symes

*  ° ° °  *

-°-

AMANHEÇO DO TEU LADO… GISELE DE SANTI

Canção do Sol

Gisele de Santi

A gente ri do amor
Quando ele não vem
Duvida que  nesse mundo existe alguém
Como você, que é tudo o que eu duvidei
Teu  cheiro vem do céu
Teu sorriso também
Me pega de um jeito, me faz um bem
Meu sonho é você e até hoje eu não acordei
Amanheço do teu lado
O sol  dá um recado em forma de canção
Quero sempre essa felicidade
Se for pra  ter saudade
Que não doa… no coração

Para saber mais sobre GISELE DI SANTI clique:

http://www.jornaldacapital.com.br/2011/agenda/agenda_detalhes.php?ida=189

—- o —-

PROCURO A TUA MÃO…

INTIMIDADE

No coração da mina mais secreta,
No interior do fruto mais distante,
Na vibração da nota mais discreta,
No búzio mais convolto e ressoante,

Na camada mais densa da pintura,
Na veia que no corpo mais nos sonde,
Na palavra que diga mais brandura,
Na raiz que mais desce, mais esconde,

No silêncio mais fundo desta pausa,
Em que a vida se fez perenidade,
Procuro a tua mão, decifro a causa
De querer e não crer, final, intimidade.

José Saramago