UMA SAUDADE UMA VONTADE… A VIDA SEGUE…

 

Morelenbaum2 & Ryuichi Sakamoto

(Casa -Tributo a Tom Jobim)

 

 

 

mais sobre este disco:

http://musicabrasileira.org/resenhasentrevistas/m2sday.html

 

mais sobre Ryuichi Sakamoto

http://wodumedia.com/ryuichi-sakamoto-trio-world-tour-video/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ryuichi_Sakamoto

 

 

———– 

 

mais sobre Paula Morelenbaum

http://www.paulamorelenbaum.com.br/sitePAULAbrasil.html

 

 

sobre Jaques Morelenbaum

http://altacultura.wordpress.com/2010/06/07/jaques-morelenbaum-cello-samba-trio/

 

 

Imagens: www.google.com

 

 

Mas… E de onde vem o amor?

 

By Kika Domingues

 

Amor vem de amor.

Vem de longe, vem no escuro,

brota que nem mato que dispensa cuidado

e cresce com a mais remota chuva.

Vem de dentro e fundo e com urgência.

Amor vem de amor.

Que não cabe, mas assim mesmo a gente guarda.

A gente empurra, dobra faz força.

Amor vem de amor.

Vem de mãos estendidas.

Amor vem de amor.

Vem de coisa que arrebata, vira chão, terra.

É delicadeza viva forte violenta.

Guimarães Rosa
 
 

 

 

“Mulher é desdobrável. Eu sou”. Adélia Prado

“…descobri que carregamos conosco muitas Matrioscas.

 Temos uma aparência externa, a grande matriosca,

a que todo mundo vê, e no interior, várias outras, parecidas,

cada uma delas carregando consigo predicados e defeitos.

São elas que nos fazem fortes, destemidas, ousadas, desaforadas,

sábias, justas, ou inconsequentes.

São elas também que vacilam, sofrem e choram.

 O importante, porém, é o renascer constante;

 é a sabedoria de olhar lá fora e descobrir saídas possíveis.

 E como diz Adélia Prado, “Mulher é desdobrável. Eu sou”.

 E temos várias camadas, digo eu, como as Matrioscas!”

Fonte:

http://blogs.abril.com.br/lenidavid/2009/08/matryoshka-baboushka-matriosca-mae-mulher.html#

Para saber mais sobre as Matrioshkas

http://pt.wikipedia.org/wiki/Matrioshka