IMPOSSÍVEL…

 

Quanto tempo terá esse tempo sem nexo
essa coisa que vai e volta
e que nunca se foi
e que nunca chegou?
e está sempre por alguma coisa
sempre… por.
Por alguma coisa…
totalmente sem explicação

Porque tanta saudade
e tanta atenção?

Porque tanto paradoxo?
E do sofrimento que compartilhamos
onde está o desfruto da alegria
de nos sabermos plenamente vivos?

Mas que droga!
Que droga de raiva que sinto
que sinto tanto quando penso você
que me perco e que me encontro
e que ando voando
quando te vejo viver

e de que nos adiantam poemas?
Tanta vida, tanta poesia…
E todo este mosaico de letras
palavras confusas
línguas misturadas, gírias, emoctions
e mesmo assim, atrás disso tudo
e toda essa distância
porque sempre fora tão simples assim
enxergar você?
¬¬
Porque é tão não somente difícil mas
talvez provavelmente com certeza
impossível
não desejar … por ti

Felipe Uirá