Poesia – Fernando Pessoa

 

 

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

——————————

Fernando Pessoa
( Ricardo Reis)

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.

Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive

—————————–

O Pastor Amoroso

Alberto Caeiro

Quando eu não te tinha
Amava a Natureza como um monge calmo a Cristo.
Agora amo a Natureza
Como um monge calmo à Virgem Maria,
Religiosamente, a meu modo, como dantes,
Mas de outra maneira mais comovida e próxima…
Vejo melhor os rios quando vou contigo
Pelos campos até à beira dos rios;
Sentado a teu lado reparando nas nuvens
Reparo nelas melhor —
Tu não me tiraste a Natureza…
Tu mudaste a Natureza…
Trouxeste-me a Natureza para o pé de mim,
Por tu existires vejo-a melhor, mas a mesma,
Por tu me amares, amo-a do mesmo modo, mas mais,
Por tu me escolheres para te ter e te amar,
Os meus olhos fitaram-na mais demoradamente
Sobre todas as cousas.
Não me arrependo do que fui outrora
Porque ainda o sou.

 

 
 
 

Mensagem… E assim tudo começou.

 
 
 
 
 
 
Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer
antes que o relógio marque meia noite.
É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
 
Posso reclamar porque está chovendo
ou agradecer às águas por lavarem a poluição.
 
Posso ficar triste por não ter dinheiro,
ou me sentir encorajado para administrar
minhas finanças,evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde
ou dar graças por estar vivo.
 
Posso me queixar dos meus pais
por não terem me dado tudo o que eu queria
ou posso ser grato por ter nascido.
 
Posso reclamar por ter que ir trabalhar
ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico
ou agradecer a Deus.
 
Posso lamentar decepções com amigos
ou me entusiasmar com a possibilidade
de fazer novas amizades.
 
Se as coisas não saíram como planejei
posso ficar feliz por ter hoje que recomeçar.
 
O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.
 
Tudo depende de mim.!
 
(Charles Chaplin)